Metáfora

Pelo comunicado do Jornal da Madeira (JM) de hoje, a culpa da idiotice do publicar um texto com as conclusões de uma reunião que mal começara vai recair sobre o mexilhão, ou seja, sobre o jornalista que colocou "a coisa" online. Esquece-se o Jornal da Madeira de que o acto de ontem não é isolado. É prática comum naquela publicação. Há dois ou três anos, ninguém repararia na ocorrência, mas entretanto o mundo mudou e mais uma vez, só o Jornal da Madeira não reparou nisso. Resumidamente, o acto falhado da edição online de ontem não é mais do que uma metáfora para a incompreensão do estado da Região e da política na Região, revelada por quem dirige o matutino, ou seja, a Quinta Vigia. A nota da Direcção do JM só pode, em última análise, ser contra ela própria.