Um exemplo a seguir

Conhecer, preservar e divulgar as práticas culturais tradicionais é fundamental para a coesão das comunidades e para a oferta turística, razões pelas quais a Direcção Geral do Património Cultural e a Direcção de Cultura do Norte organizarão um seminário dirigido a entidades locais, com o objectivo de alerta-las para o efeito, procurando ainda relançar o Inventário Nacional do Património Imaterial, notícia hoje o Público.

Parece-me uma boa iniciativa, que talvez devesse ser seguida na Região, com a obrigação de serem envolvidas, no processo, as autarquias e as associações privadas, pois são peça nucleares na recolha, no registo, na preservação e na divulgação do património imaterial.